• Black Twitter Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
  • Preto Ícone Deezer
  • Preto Ícone Spotify

BIO

GRA

FIA

"Eu amo meu trabalho com a música e minhas composições, e é por isso que eu persisto"

 

Com essa frase definimos a essência deste artista que  desponta no mercado POP. O cantor, compositor e multi-instrumentista SEADI não abre mão da sua verdade com a música.

 

Foi na pré-adolescência que aconteceram os primeiros contatos com instrumentos: flauta e violão. Este último que despertou o seu interesse.

 

Contudo, as ideias e os sentimentos que alimentava dentro de si precisavam de um escape para tomar forma: “Eu mal sabia tocar direito o instrumento, mas já saia compondo canções. Fiquei encantado com a possibilidade de tocar. Fui aprender bateria e ingressei numa banda da igreja. Foi a bateria que me mostrou que poderia viver de música. Desde então eu não parei mais de compor, cantar e tocar, Lancei meu primeiro EP como cantor em 2006”. Celebra.

 

SEADI Já havia compreendido que a música seria o caminho a ser trilhado em sua vida e suas inspirações nasciam das experiências adquiridas com o convívio-comum do cotidiano, em suas convicções, sempre observando sua sensibilidade, o olhar simples de um artista que não cessa em descobrir novos universos.

 

“Nunca sonhei em ter uma casa, estar num lugar fixo, mas sim estar numa estrada rumo a um palco, esse sim é minha casa”.

 

De certo que todos os sonhos encontram seus percalços e não foi diferente com SEADI. A experiência da dificuldade bateu em sua porta muitas vezes,  conduzindo o artista a abraçar outras atividades paralelamente: “eu tentava fazer com que elas tivessem ligação com arte e música”, explica. Depois de anos de carreia no sul do país, se mudou pra São Paulo para um recomeço, e nas apresentações em uma agitada metrópole como essa, o músico persistiu no seu objetivo sempre com sorriso no rosto: “muita gente me encorajava, curtia muito meu som... essas pequenas coisas e o pouco reconhecimento que tive me deram forças para enfrentar qualquer coisa e chegar lá". 

 

“É como se alguém soprasse tudo no meu ouvido. Simplesmente vem”” - Sobre seu Processo de composição.

 

SEADI classifica seu processo criativo de “cansativo e natural, mas muito prazeroso no final quando finalizo a canção. Em relação a criação de melodias, eu deixo o poder do inconsciente agir, não gosto de fazer montagens, usar padrões, ter algum tipo de plano pra cada parte da música, ou qualquer coisa mais artificial como muitos fazem". Não existe tempo ou espaço para que uma composição venha nascer dos acordes de seu instrumento: ”Às vezes, leva dias,às vezes algumas horas, e às vezes alguns minutos. O mais importante é eu poder estar concentrado, e com muito tempo livre também”, disse.

 

Já sobre as letras, “Eu me inspiro no que eu vivo, amores, dores, situações difíceis. Me inspiro também quando vejo alguém passar alguma situação assim. Tenho vontade de gritar pro mundo quando vivo algo intenso que possa inspirar outras pessoas. Naturalmente, eu escrevo o que eu vivo, e talvez porque é esse tipo de composição que sempre me arrepiou e me emocionou. A minha verdade é o mais importante.”